quarta-feira, 12 de abril de 2017


PEIXINHO DA HORTA, pulmonária, Stachys byzantina



Planta com folhas aveludadas por isso também recebe o nome de orelha-de-lebre, e por ser comestível, lambari-de-horta, quando fritas, lembra o formato de peixe. A coloração da folha é de um verde-claro, quase azulado, diria.



Segundo Valdely Kinupp no livro PANC, várias espécies deste gênero possuem óleos essenciais com ação antimicrobiana.



O sabor da folha é bem neutro, poderia até dizer: sem sabor... por recomendação da jornalista e hortelã urbana Cláudia Visoni, fiz um empanado sugerido por ela passando-se na farinha, ovo batido e farinha de rosca... como eu não tinha farinha de rosca fiz com polentina. Reguei com algumas gotas de azeite por cima... E o melhor, assado no forno. Da primeira vez que fiz, senti essa falta de sabor... então pensei, tá faltando um temperinho aí. Como eu tenho costume de secar minhas panc, resolvi triturar algumas folhas aleatórias e misturar ao ovo batido com sal e achei o sabor desta vez bem gostoso, das panc que me lembre tinha tanchagem, alfavação, provavelmente folhas de moringa, picão preto...



Já li uma recomendação de evitar consumo exagerado por ser “possivelmente” laxativa, mas não sei se procede, por enquanto ninguém que tenha comido reclamou, que eu saiba.


Peixinho da horta ou lambari-da-horta, na Horta das Corujas, abril/2017



Peixinho da horta, Stachys byzantina na Horta do SESC Osasco, as suas folhas são macias, aveludadas, agosto/2016

Peixinho da horta assado no forno, temperado com panc desidratadas ao natural mesmo


Nenhum comentário:

Postar um comentário